Pesquisar no Site

 
 
  ATENÇÃO!
Se você sofreu algum tipo de violência ou tem dúvidas a esclarecer a esse respeito,
entre em contato com o 180
- Central de Atendimento à Mulher - funciona 24 horas e a ligação é gratuita.
   





Ampliando conhecimentos

Artigos | Opiniões | Metodologias | Bibliografia | Documentos

TAVARES, Márcia Santana; SARDENBERG, Cecília M. B.; GOMES, Márcia Queiroz de C. Feminismo, Estado e Políticas de Enfrentamento à Violência contra mulheres: monitorando a Lei Maria da Penha. In: Labrys Estudos Feministas. Florianópolis: UFSC, jun./dez. 2011. 




BRANDÃO, Elaine Reis. Renunciantes de direitos? A problemática do enfrentamento público da violência contra a mulher: o caso da delegacia da mulher. Physis, Rio de Janeiro, v. 16, n. 2, 2006. Acesso em 22 jul. 2010.

http://www.scielo.br/pdf/physis/v16n2/v16n2a05.pdf


Sardenberg, Cecilia M. B. A violência simbólica de gênero e a lei “antibaixaria” na Bahia. Uma primeira versão deste ensaio foi apresentada como contribuição aos debates sobre o Projeto de Lei No. 19.137/2011, na Comissão da Mulher da Assembléia Legislativa da Bahia, em 24/08/2011. OBSERVE- Observatório de Monitoramento da Lei Maria da Penha. NEIM/UFBA. 

http://www.observe.ufba.br/debate


Pasinato, Wânia E, Macdowell Cecília. "Violência contra as mulheres e violência de gênero. Notas sobre Estudos Feministas no Brasil." In Revista Estudios Interdisciplinários de America Latina y El Caribe. Israel: Universidade de Tel Aviv, VOL.16 – Nº 1, 2005, PAG.147-164).

https://pdfs.semanticscholar.org/fd4e/772fe229a00621678aec7df6655ac9bbc1cf.pdf


Pasinato, Wânia. "Oito anos de Lei Maria da Penha: Entre avanços , obstáculos e desafios. In: Estudos Feministas, Florianópolis, 23(2): 533-545, maio-agosto/2015

https://periodicos.ufsc.br/index.php/ref/article/download/38874/29353


BANDEIRA, Lourdes, Três décadas de resistência feminista contra o sexismo e a violência feminina no Brasil: 1976 a 2006. In: Sociedade e Estado, Brasília, v. 24, n. 2, p. 401-438, maio/ago. 2009.

http://www.scielo.br/pdf/se/v24n2/04.pdf


PASINATO, Wânia. Lei Maria da Penha Novas abordagens sobre velhas propostas. Onde avançamos? The Maria da Penha Law New approaches on old propositions. Where did we move on?. In: Civitas, Porto Alegre, v. 10, n. 2, p. 216-232, maio-ago. 2010.

http://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/civitas/article/view/6484/5603


PASINATO, Wânia; SANTOS, Cecília MacDowell. Mapeamento das Delegacias da Mulher no Brasil. Núcleo de Estudos de Gênero Pagu. Campinas: PAGU/UNICAMP, 2008.
http://www.observe.ufba.br/_ARQ/bibliografia/MAPEO_Brasil[1].pdf



WAISELFISZ, Julio Jacobo. Mapa da Violência 2014. Homicídios por aramas de fogo. Brasília. Flacso Brasil, 2014.




WAISELFISZ, Julio Jacobo. Mapa da Violência 2015. Homicídios por aramas de fogo. Brasília. Flacso Brasil, 2015.




WAISELFISZ, Julio Jacobo. Mapa da Violência 2016. Homicídios por aramas de fogo. Brasília. Flacso Brasil, 2016.



FACCHINI, Regina; FERREIRA, Carolina Branco. Feminismos e violência de gênero no Brasil: apontamentos para o debate. In: 




Percepção da sociedade sobre violência e assassinatos de mulheres 

http://agenciapatriciagalvao.org.br/wp-content/uploads/2013/08/livro_pesquisa_violencia.pdf


RAFAEL, Ricardo de Mattos Russo; MOURALL, Anna Tereza Miranda Soares de. Considerações éticas sobre pesquisas com mulheres em situação de violência. In: Rev Bras Enferm, Brasília 2013 mar-abr; 66(2): 287-90.

https://pdfs.semanticscholar.org/e3d7/f4a8b369b50d0ad7f9ab214e0629d5fb424b.pdf









 
 
 
Início