Pesquisar no Site

 
 
  ATENÇÃO!
Se você sofreu algum tipo de violência ou tem dúvidas a esclarecer a esse respeito,
entre em contato com o 180
- Central de Atendimento à Mulher - funciona 24 horas e a ligação é gratuita.
   




Notícias
Laços Brancos no São João do Recife: Por uma cultura sem violência!
Publicada em 26-06-2009
Forró, baião, xaxado. É no ritmo do arrasta pé que, neste domingo, dia 14, os homens que estiverem no Pátio São Pedro e no Sítio da Trindade vão conhecer a importância da Lei Maria da Penha. No Pátio de São Pedro, será realizado um ato público da Campanha do Laço Branco (Homens pelo fim da violência contra a mulher). Serão distribuídos cartazes, panfletos e duas mil fitinhas do Laço Branco (símbolo da Campanha) para homens e mulheres que estiverem assistindo aos shows ou nos bares da localidade. A ação tem início às 21h e conta com a adesão da cantora Nádia Maia e dos músicos que irão se apresentar no palco.Já no Sítio da Trindade, o forrozeiro Rogério Rangel e sua banda vão, a partir das 22h, divulgar a campanha do Laço Branco em ritmo de forró no palco. O objetivo da ação é associar elementos da cultura regional ao engajamento de homens em ações pelo fim da violência contra as mulheres.

Cidadania e Forró –
No palco, a cantora Nádia Maia e seus músicos, que estarão vestidos com a camisa da campanha, vão alertar o público sobre a legislação atual que criminaliza as diferentes formas de violência contra a mulher. O mesmo será feito pelo forrozeiro Rogério Rangel, que vai usar a música para mostrar que a violência contra a mulher é crime. No chão, cerca de 50 educadores do Instituto PAPAI e da UFPE vão distribuir materiais educativos para o público e chamar a atenção para condutas consideradas “inofensivas” que podem abrir espaço para violências mais graves.

Em seu próximo DVD, a cantora Nádia Maia vai divulgar as ações da Campanha do Laço Brando. Já, a Sociedade dos Forrezeiros de Pernambuco também está programando ações educativas no segundo semestre. As atividades marcam a etapa inicial da interiorização da Campanha do Laço Braço no Estado.


Organização: Instituto PAPAI, Núcleo de Pesquisas em Gênero e Masculinidades (GEMA/UFPE), Rede Brasileira de Homens pela Equidade de Gênero (RHEG).

Apoio: Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres, Agência Canadense de Cooperação Internacional (CIDA) e Fundação Ford
Fonte: Instituto Papai
Fonte: Instituto Papai
 
 
 
Início