Pesquisar no Site

 
 
  ATENÇÃO!
Se você sofreu algum tipo de violência ou tem dúvidas a esclarecer a esse respeito,
entre em contato com o 180
- Central de Atendimento à Mulher - funciona 24 horas e a ligação é gratuita.
   




Notícias
Entidades pedem atendimento 24 horas na Delegacia da Mulher de Londrina
Publicada em 14-07-2011
Entidades pedem atendimento 24 horas na Delegacia da Mulher de Londrina

Parra & Alegre

Entidades pedem atendimento 24 horas na Delegacia da Mulher de Londrina. Parra & Alegre

Das 10h às 14h, a Rede de Enfrentamento à Violência Contra Mulheres estará no Calçadão, colhendo assinaturas em abaixo-assinado pedindo atendimento 24h na Delegacia da Mulher

A Rede de Enfrentamento à Violência Contra Mulheres, com o apoio da Secretaria Municipal da Mulher, realiza nesta quarta-feira (13), em frente às lojas Pernambucanas, no Calçadão de Londrina, um abaixo-assinado, reivindicando o atendimento 24 horas, finais de semana e feriados na Delegacia da Mulher do município. A coleta das assinaturas acontece das 10h às 14h.

Além do Centro de Atendimento à Mulher (CAM), ação é promovida pela Rede de Enfrentamento à Violência, que inclui o Conselho Tutelar e os hospitais Universitário, Zona Norte, Zona Sul e Infantil; as polícias Militar, Civil e Guarda Municipal; Conselho de Direitos, CRAS, secretarias da Educação, Saúde e toda a comissão da rede.

A secretária Municipal da Mulher, Sueli Galhardi, destacou que é importante este abaixo-assinado para a sociedade como um todo. "A violência doméstica e sexual contra a mulher acontece mais vezes nos fins de semana. O objetivo é envolver e interagir com todos. É importante que a comunidade tenha conhecimento e reflita cada vez mais sobre o assunto", afirmou.

Atualmente, a Delegacia da Mulher atende apenas em horário comercial e fecha no intervalo do almoço. "Somos uma das primeiras cidades do Brasil a ter uma delegacia como esta, criada em 1986. Já é necessário ampliar este atendimento. Desta forma, os horários alternativos criam possibilidades para as mulheres superarem a vergonha, o medo e o sofrimento, rompendo o silêncio", ressaltou Sueli.

De acordo com a secretária, a mobilização em favor do horário da delegacia se estenderá até o mês de setembro. "Projetamos colher mais de dez mil assinaturas. O resultado será entregue, em mãos, ao governador do Estado, Beto Richa, e ao secretário de Segurança Pública do Paraná, Reinaldo de Almeida César, requerendo que a delegacia passe a atender 24 horas", disse.

A população também poderá contribuir com a ação, atravésdo Portal da Prefeitura Londrina, onde estará à disposição um abaixo-assinado virtual.

LONDRINA O DIÁRIO

Fonte: LONDRINA O DIÁRIO
 
 
 
Início