Pesquisar no Site

 
 
  ATENÇÃO!
Se você sofreu algum tipo de violência ou tem dúvidas a esclarecer a esse respeito,
entre em contato com o 180
- Central de Atendimento à Mulher - funciona 24 horas e a ligação é gratuita.
   




Notícias
Autores de violência doméstica ganharão um núcleo no sistema prisional
Publicada em 12-07-2011

Autores de violência doméstica ganharão um núcleo no sistema prisional

A deputada petista falou que o Piauí vai ganhar também o Núcleo de Atenção à Mulher vítima


A deputada Flora Izabel anunciou nesta segunda-feira, durante discurso na Assembleia Legislativa, que a Secretaria Estadual de Justiça e Direitos Humanos vai criar no Piauí o Núcleo de Atenção e Serviço de Educação e Responsabilização para autores de violência doméstica e familiar. Segundo ela, o projeto já foi encaminhado ao Ministério da Justiça pelo secretário Henrique Rebelo e aguarda análise e aprovação.

A deputada petista falou que o Piauí vai ganhar também o Núcleo de Atenção à Mulher vítima da violência doméstica e familiar que vai beneficiar 300 presas no período de 12 meses. Segundo Flora, o projeto já foi encaminhado à Secretaria de Políticas para as Mulheres da Presidência da República e aguarda análise e aprovação.

“Com estes novos projetos, o Estado do Piauí vai preencher uma lacuna na área do sistema penal, oferecendo um atendimento mais humanizado tanto a quem pratica violência doméstica e familiar quanto às mulheres que são vítimas dessa violência”, acrescentou Flora.

A parlamentar fez discurso para ressaltar as ações desenvolvidas pela Secretaria Estadual de Justiça e Direitos Humanos nestes 6 primeiros meses de atuação. Ela falou que o órgão, que lida com a população carcerária do Piauí e tem como função primordial cuidar para que os presos não fujam da cadeia, realizou várias ações nas áreas da saúde, educação, serviço social e capacitação profissional que beneficiam os detentos, promovendo a humanização do sistema penal.

“Além de cursos de capacitação dos agentes penitenciários e também de muitos presos, a secretaria realizou convênio com duas faculdades que vai viabilizar estágio curricular para os acadêmicos de Pedagogia, Direito, Serviço Social e Administração com atuação nos presídios. Para os detentos, foram realizados cursos de cabeleireiro, marcenaria, fabricação de calçados, garçom, pintor de obras, culinária, eletricista, panificação e bombeiro hidráulico nos presídios de Picos, Floriano, Parnaíba, Bom Jesus, Esperantina, Oeiras, Colônia Agrícola Major César Oliveira e na Penitenciária Feminina de Teresina”, explicou Flora.

Ela disse que foram realizados cursos para as detentas sobre fabricação de salgados e sobre Empreendedorismo, por meio do Projeto “Com Licença Vou à Luta”. E agora, segundo a parlamentar, está sendo realizado o curso Pedreiro de Acabamento de Obras para 15 presas da Penitenciária Feminina, promovido pela FIEPI/SENAI através do Projeto “Começar de Novo”, do Conselho Nacional de Justiça.

TORNOZELEIRAS ELETRÔNICAS
Flora Izabel revelou que a Secretaria Estadual de Justiça vai iniciar a elaboração do projeto de aquisição de tornozeleiras eletrônicas para a utilização em presos beneficiados pela nova lei de Medidas Cautelares. Ela acrescentou que o Piauí está sendo preparado para fazer parte do Sistema Nacional de Informações Penitenciárias (INFOPEN) que facilitará a atuação judiciária e policial.

“Já conversei com o secretário Henrique Rebelo sobre projetos que desejamos apresentar para beneficiar as mulheres detentas e ele gostou da ideia. Estamos estudando algumas propostas que visam humanizar ainda mais o atendimento ao público feminino nas cadeias”, acrescentou a deputada.

180 GRAUS

Fonte: 180 graus
 
 
 
Início