Pesquisar no Site

 
 
  ATENÇÃO!
Se você sofreu algum tipo de violência ou tem dúvidas a esclarecer a esse respeito,
entre em contato com o 180
- Central de Atendimento à Mulher - funciona 24 horas e a ligação é gratuita.
   




Notícias
Celebram reunião especializada de mulheres do Mercosul no Paraguai
Publicada em 08-06-2011
Celebram reunião especializada de mulheres do Mercosul no Paraguai

Assunción, 7 jun (Prensa Latina) A XXV Reunião Especializada da Mulher do Mercado Comum do Sur inicia hoje nesta capital com a presença de mulheres dos quatro países que integram o mecanismo sub-regional e convidadas. O encontro, que conclui amanhã, dará início com o painel Paridade Política no Parlasul e contará com as intervenções das deputadas Julia Argentina e Daniela Paysse, da Argentina e Uruguai, respectivamente, além da senadora Mirtha Palácios, de Paraguai.

A diretora de Gabinete da Secretaria da Mulher, Teresita Silvero, declarou à Prensa Latina que defendem a paridade entre mulheres e homens nos parlamentos da cada país que integram o Mercosul (Mercado Comum do Sul).

Até a data -disse- Paraguai é o único que tem eleito a seus representantes no Parlasul, e Brasil está por chamar a eleições.

Explicou que enquanto se faça esse processo "queremos visibilizar o trabalho das mulheres políticas para que possam ocupar bancas no Parlasur em iguais condições que os homens".

Para a tarde está prevista a reunião de ministras ou representantes dos mecanismos de gênero para abordar temas como o Plano estratégico de Ação Social do Mercosul e dar seguimento aos assuntos abordados nas mesas técnicas.

Silvero apontou que as autoridades aprovarão os documentos discutidos ontem nas mesas, vinculados à prevenção contra a violência doméstica e a trata de pessoas, crime este último -disse- que "constitui, sobretudo, uma problemática para nossas mulheres".

A servidora pública fez questão de que as mesas técnicas avaliaram, ademais, os avanços em termos legislativo e normativo para o fortalecimento institucional da Reunião Especializada da Mulher do Mercosul.

A respeito, manifestou que se discutiu a participação política das mulheres dentro do Mercado Comum

do Sul, para que "tenha também perspectiva de gênero dentro do bloco e todos aqueles documentos e resoluções que emanem tenham essa visão".

Afirmou que as ministras devem se pôr de acordo e depois elevar ao Grupo Mercado Comum e ao Comitê de Coordenação Técnica para que seja aprovado e o constituir em política do bloco.

Oxalá que o Mercosul tenha portas abertas e valorize e revalorize o trabalho das ministras dentro de seus países, e sobretudo, das mulheres no Mercosul, apontou.

mv/jcd/bj
 
 
 
Início