Pesquisar no Site

 
 
  ATENÇÃO!
Se você sofreu algum tipo de violência ou tem dúvidas a esclarecer a esse respeito,
entre em contato com o 180
- Central de Atendimento à Mulher - funciona 24 horas e a ligação é gratuita.
   




Notícias
SSP pune delegado que prendeu PM acusado de agredir ex-companheira Martins é plantonista da 5ª Delegacia de Periperi e se revoltou com a forma como uma jovem de 19 anos estava sendo agredida pelo ex-companheiro
Publicada em 12-05-2011
Redação CORREIO



Foto: Reprodução/TV Bahia
Foto: Reprodução/TV BahiaO delegado que prendeu um policial militar que estava agredindo a ex-companheira no bairro de Periperi, em Salvador, recebeu uma punição de 30 dias da Secretaria de Segurança Pública (SSP). De acordo com representantes da SSP em entrevista à TV Bahia, o afastamento não possui relação com as colocações feitas por Silvino Martins, mas é motivado por outras sindicâncias que já haviam sido abertas contra o policial.

O delegado ficará afastado por 30 dias

Martins é plantonista da 5ª Delegacia de Periperi e se revoltou com a forma como uma jovem de 19 anos estava sendo agredida pelo ex-companheiro, o PM Udivan Mota dos Anjos, de 28 anos, que foi apresentado na Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (Deam) e liberado porque a vítima não quis registrar queixa. “Ele quebrou os lábios, a cabeça e o corpo dela deveria ter hematomas. Ele deflagrou, desferiu muitos murros. Pode ser que isto daqui (uma camisa manchada com o sangue da vítima) não seja crime, mesmo porque ela não é filha de delegado, de um juiz, de um promotor, talvez se fosse isto seria tipificado como crime", disse o delegado visivelmente revoltado.

Segundo depoimento da vítima, que estava com o rosto bastante machucado, ela foi agredida por não ter gostado da roupa e de um perfume que o pai havia adquirido para os bebês. Ela ainda declarou que já havia sido espancada outras vezes por Udivan Mota, indiciado em inquérito policial por lesão corporal, com base na Lei Maria da Penha. A moça disse que não registraria queixa contra Udivan porque precisa dele para sustentar as filhas.


Por Redação CORREIO
Fonte: CORREIO
 
 
 
Início