Pesquisar no Site

 
 
  ATENÇÃO!
Se você sofreu algum tipo de violência ou tem dúvidas a esclarecer a esse respeito,
entre em contato com o 180
- Central de Atendimento à Mulher - funciona 24 horas e a ligação é gratuita.
   




Notícias
Defensoria Pública itinerante leva orientação às comunidades em Salvador
Publicada em 08-04-2011
Defensoria Pública itinerante leva orientação às comunidades em Salvador
Terça, 29 de Março de 2011, 11h58 - última atualização: 03/04/2011 15:16
Por Marcele Mendes / Estagiária


As comunidades do Gantois e Calafate em Salvador receberam o atendimento itinerante da Defensoria Pública da Bahia no último sábado, dia 26. O projeto, além de levar orientações jurídicas gratuitas ao cidadão de baixo poder aquisitivo que mora em localidades, proporcionou discussões sobre a violência doméstica familiar contra mulher por meio de palestra.

Cerca de 100 pessoas da comunidade do Gantois receberam informações sobre os aspectos que compõe a Lei Maria da Penha (11.340/06) e o papel da Defensoria nessa área, realizada pela defensora pública Cristina Ulm do Núcleo Especializado na Defesa da Mulher Vítima de Violência Doméstica.

Na ocasião, a defensora apresentou os tipos de violência mais freqüentes no Estado da Bahia, como a psicológica, patrimonial e sexual, assim como as providências necessárias a serem topmadas. "Falar sobre a Lei Maria da Penha sempre é uma experiência positiva. Explicar, orientar, conscientizar sobre todos os aspectos de violência doméstica é muito importante e necessário para todas as pessoas que passam por esse problema, além de ser também um trabalho preventivo", expõe a defensora. O evento contou ainda com a o defensor público e Coordenador Executivo das Defensorias Públicas Especializadas, Ricardo Carillo.

No período da manhã, as defensoras públicas Tatiana Ferraz, Eva Rodrigues e Maria Carmem Novaes esclareceram as dúvidas da população do Calafate, localizada na Avenida San Martin, e também da Fazenda Grande do Retiro. As demandas mais recorrentes foram relacionadas à família, como, por exemplo, pedidos de divórcio e pensão alimentícia, além dos casos criminais e tributários. Para Carillo, "a oportunidade de estarmos na comunidade é uma maneira de levar atendimento ao cidadão e divulgar os serviços prestados pela Defensoria Pública", fala ao divulgar para os moradores o Disque Defensoria 129, Central de atendimento da instituição.

Fonte: Defensoria Pública

Fonte: Defensoria Pública
 
 
 
Início