Pesquisar no Site

 
 
  ATENÇÃO!
Se você sofreu algum tipo de violência ou tem dúvidas a esclarecer a esse respeito,
entre em contato com o 180
- Central de Atendimento à Mulher - funciona 24 horas e a ligação é gratuita.
   




Notícias
Acusadas por aborto vão ao STJ para impedir júri na 4ª
Publicada em 22-02-2010
Edivaldo Bitencourt
As acusadas por aborto recorreram ao Superior Tribunal de Justiça para impedir a realização do júri popular na próxima quarta-feira em Campo Grande. O julgamento do habeas corpus impetrado pela psicóloga Simone Aparecida Cantagessi de Souza será julgado pelo ministro Félix Fisher.

Outra acusada, Libertina de Jesus Centurion, também ingressou com habeas corpus nesta semana. Outros processos, agravos, das mulheres estão tramitando no STJ, mas ainda não foram julgados.

No mês passado, o juiz da 2ª Vara do Tribunal do Júri, Aluízio Pereira dos Santos, negou os pedidos das quatro acusadas de cometer o crime de aborto em 25 ocasiões na Clínica de Planejamento Familiar, da ex-médica Neide Mota Machado, que supostamente cometeu suicídio.

O júri será um dos mais importantes na história da Justiça estadual e deverá mobilizar a Igreja Católica, que condena a prática, e o movimento de mulheres, que defendem a liberdade de escolha feminina em relação ao aborto.

Também vão a júri Rosangela de Almeida e Maria Nelma de Souza.


Retirado do Campo Grande News
Fonte: Campo Grande News
 
 
 
Início